MAIS UM TÍTULO INVICTO!

Vocês acham que o só os guris colorados que ganharam título no fim de semana? Nããããão!!!
Nossas gurias coloradas também fizeram bonito!!!
Foi só o árbitro apitar o final da partida, já na noite do sábado (5), para o público na arquibancada e as Gurias Coloradas explodirem de alegria. O Internacional conquistou, com a equipe Sub-17, o primeiro título estadual desde a retomada do futebol feminino. A conquista aconteceu em uma campanha perfeita, veja:
07 CONFRONTOS
07 vitórias, 27 gols marcados e apenas um sofrido.

A atacante Deise Maria, garimpada na peneira realizada pelo Internacional em Alvorada, no começo de março, ainda recebeu o prêmio de jogadora destaque da competição. Nos jogos finais, realizados durante todo o sábado em Porto Alegre, ela marcou cinco gols na fase final.
Siga⇓
YouTube
BlogFaceTwitterInstagram,

Anúncios

CELEIRO DE ASES – SUB 23 DESTRUIDOR!

CAMPEÃO INVICTO!!!
Texto: http://www.internacional.com.br
É Campeão! Com uma goleada de 5 a 1 sobre o Bagé na tarde deste domingo, o Sub-23 conquistou o título invicto da Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho, em jogo disputado no Estádio Pedra Moura, em Bagé. André (2x), Joanderson (2x) e Leandro Cordova marcaram para o Inter, enquanto Fernandinho descontou para o jalde-negro. Com o resultado, o Inter encerra a sua participação no torneio com 27 vitórias, três empates, 88 gols marcados e apenas 13 sofridos. Agora, o Colorado volta as suas atenções para a disputa da Copa Paulo Sant´anna.

O técnico Ricardo Colbachini mandou a campo os seguintes jogadores: Daniel, Jeferson, Fabio Alemão, Windson e Yan Petter; Ramon, Mossoró (Léo Ávila), Valdemir (Ronald) e Ariel (Leandro Cordova); André e Joanderson.

O jogo:

A equipe Sub-23 largou na frente logo no começo da partida. Mossoró cobrou escanteio e André cabeceou para abrir o placar. O Bagé não abateu e empatou com um gol de Fernandinho. O jogo seguiu disputado, mas aos 31 minutos, a partida ficou paralisada por 15 minutos após uma confusão entre a Brigada Militar e torcida local. Após a confusão, a partida foi retomada e o Colorado passou a frente mais uma vez com gols de André e Joanderson.

No retorno da segunda etapa, Leandro Cordova, que tinha acabado de entrar, marcou um golaço e ampliou ainda mais a vantagem do Sub-23. A partir daí, o Colorado passou a administrar o resultado, enquanto o Bagé buscava uma reação. Mas aos 43 minutos, Joanderson recebeu livre na área e arrematou para selar o título invicto do Internacional.
CAMPANHA do ROLO COMPRESSOR:
30 CONFRONTOS
27 VITÓRIAS; 62 GOLS MARCADOS
03 EMPATES; 41 GOLS SOFRIDOS
JOGOS
FASE1
INT 4X1 RGR
NHO 1X5 INT
INT 4X0 GUA
RGR 0X3 INT
INT 3X0 SAP
BAG 2X3 INT
INT 4X0 FAR
FAR 1X3 INT
INT 4X0 BAG
SAP 0X0 INT
INT 6X0 RGR
GUA 1X2 INT
INT 3X0 NHO
RGR 0X0 INT
FASE2
RGR 0X1 INT
INT 1X0 RGR
NHO 0X5 INT
INT 6X1 BAG
SAP 0X1 INT
INT 2X1 SAP
BAG 1X3 INT
INT 5X0 NHO
RGR 0X1 INT
INT 2X0 RGR
QF
INT 4X0 GAU
GAU 0X2 INT
sm
GRE 1X2 INT
INT 2X2 GRE
FINAL
BAG 0X4 INT
INT 5X1 BAG

Siga⇓
BlogFaceTwitterInstagram

PAPO DE PIZZARIA

Enfim o mesmo fim. Mais um caso tipico de STJD onde era preferível a exclusão que obrigaria entrar em campo a justiça comum mostrando de uma vez por todas que a pratica e uso do STJD não se aplica mais aos anseios do torcedor onde fica o dito pelo não dito. O caso Vitor Ramos/Emails falsos ficou parecendo que quem adulterou os documentos gerou uma forma de colocar uma pedra no caso inicial. Quem adulterou os documentos? E porque motivo , pois simplificar o entendimento do multado Monterrey é de uma simplicidade infantil? Claro ficou que se  usou de intimidar o Inter com exclusões e inquéritos nunca claros para opinião pública e metodicamente omitidos pela mídia envolvida de forma tirar o foco do problema real. uma vez que o clube mexicano foi multado pela FIFA pelo mesmo problema. A teimosia em não julgar a inscrição do jogador reapaudou os mesmos de se defenderem no CAS, como julgar o resultado de um caso não julgado? Uma pratica comum na mídia de cortina do silêncio, desviar o foco para desqualificar a tese. Se colocou o nome do clube a julgo da opinião pública, essa facilmente manipulada pelos meios de comunicação. O certo é que fica a mancha de uma culpa por algo não praticado pelo internacional. Voltamos a perguntar para você que nos lê, se fosse julgado a inscrição irregular do atleta em questão haveria e-mails? E porque esses e-mails surgiram do nada como um presente de grego? São muitas perguntas para um caso arquivado de forma abstrata sem direito de nenhum entendimento. Como nos bons bate-papos em pizzaria, não sabemos se foi só sabemos que foi. Mas em caso de dúvidas, não nos mande e-mail.
Siga⇓
Blog, Face, Twitter, Instagram

A quarta de futebol tão esperada pelo amante do bom  e velho esporte, hoje necessitando de mais moral e honestidade, começou amarga. Não pensem que as noticias de um duvidoso STJD na sua empreitada de vingar a mãe CBF ataca o Sport Club Internacional, não, ataca todos que sempre amaram o esporte bretão desdo seus primórdios. Não é de hoje que assistimos clubes serem destroçados por árbitros amadores( porque no país do futebol o apito é amador?), em nome da “interpretação” da regra pelos mesmos. Mas o que aconteceu nessa quarta, e vem acontecendo desde 2009 pós o dossiê de Fernando carvalho, este tratado com chacotas pela mídia esportiva nacional quando deveria ser investigado a fundo, extrapola o absurdo tão normal para o brasileiro como já citado pelo brilhante José Padilha, diretor de Tropa de elite entre outros grandes filmes. A mídia se mobilizar numa quarta feira de futebol para incutir na cabeça do torcedor e jogadores do clube do povo, maior vencedor FIFA da história do “país do futebol”, que será denunciado e poderá ser excluído da competição atual pelo mesmo STJD que se recusou a julgar(um direito constitucional) o caso que gerou os tais emails, é o cúmulo da canalhice. Mais, desrespeito ao torcedor que financia e sustenta o esporte! Mesmo assim, D’alessandro e companheiros mostraram na BOLA, desmoralizando o campeão da competição mais “apitada” da CBF, o Palmeiras. Sim, desmoralizaram, pois a mídia canta em bom e alto tom que o Inter que caiu no tapetão e em 14 pontos abduzidos pelo apito no campo, “é time de série B”, sendo que esse ano a competição tem a alcunha de “série STJB”, como tratado por esse blog/página. O “maior” campeão do país perder para um time de série B é desmoralização total, não foi assim conotado pela mesma mídia quando o Inter perdeu para o Paysandu?
Dito tudo isso, temos duas saídas: Boicotar o esporte nacional ou esperar por uma lava-jato no futebol. No mais, caso Inter seja realmente penalizado, levar essa “conversa” aonde já deveria ter ido pós “CAS cata” de 48 horas, para o STF. Em 2005 o torcedor foi para justiça comum, pois o absurdo ainda era “novo”, agora com causas mais sérias, o torcedor já se acostumou com esse mesmo absurdo e ninguém se manisfestou, ainda!
O fato, Senhoras e Senhores que amam o futebol, a quarta do dia 31 de maio nos comprova que não é mais futebol o que se pratica no Brasil e sim um grande comercio de todo e qualquer tipo de produto esportivo, principalmente o humano!
Siga⇓
Blog, Face, Twitter, Instagram

FIM DA ERA ZAGO.

Antônio Carlos Zago também não resiste a pressão do “sistema gaúcho” do futebol.
Mas esse efeito colateral não privilégio de Zago, que ano passado era o “bom” treinador  do Juventude e que magicamente ao assumir o Inter também se tornou um péssimo técnico. Desse “mal” já sofreram Abel, Aguirre, Falcão, Dunga, entre outros. Incrivelmente técnicos Colorados caem com até 70% de aproveitamento.
Antônio assumiu o Inter com a missão de reconstruir o grupo que esse ano participa de uma competição a qual, como todas as pessoas honestas sabem, não deveria estar jogando. Somou 32 confrontos a frente do Sport Club Internacional com 14 vitórias, 11 empates e 7 derrotas marcando 49 gols(entre tantos perdidos), e sofreu 30 tentos com um aproveitamento de 57%. Nessa trajetória conquistou para o clube o 58º título FIFA, chegando a final do estadual e boas campanhas na Liga e Copa do Brasil. Mas no Inter isso não basta, segundo os “entendidos” no Colorado nem o Abel Campeão do Mundo fez o bastante. Posição essa que em contraste com outros clubes que amargam eliminações constantes em grande turismo pela América nesses 15 anos que o Inter GANHOU TUDO, no mínimo é algo estranho. Resta para o torcedor Colorado esperar para saber quem será o próximo técnico a ser metralhado com uma vitória e um empate, caso do Zago, até a queda.

Certamente a nova direção, com a péssima tendência midiática, deve ter aprendido que precisa de um nome forte para liderar o Inter e peitar esse sistema duvidoso que hoje impera no futebol do apito, do STJD, da globo. Aguardemos os próximos apitos, digo, capítulos.
Siga⇓
Blog, Face, Twitter, Instagram

PAÍS DO FUTEBOL?

Apito amador, arquivamento de denuncias sem explicações pelo STJD, fraudes de e-mails não comprovadas, elitização dos “estádios”, estádios vazios, perda das tradições e características do futebol brasileiro. O que ainda caracteriza o Brasil como país do futebol?
Em um ranking dos cem clubes com maior média de público no mundo, compilado pela Pluri, há apenas três equipes brasileiras – em menor número que os quatro clubes da China ou os dez do México, por exemplo, e muito aquém dos 22 times da Alemanha e 20 da Inglaterra, países que dominam os rankings de público.

O Santa Cruz, de Pernambuco, com média de público de 36.916 em seu estádio, no Recife, é o clube brasileiro mais bem colocado no ranking, na 39ª posição, mesmo disputando a série C do campeonato brasileiro (quarta divisão). Os outros clubes brasileiros no top 100 são Corinthians (65ª posição no ranking, com média de público de 29.424 ) e Bahia (100º, com média de 22.741).

Os líderes do ranking são o alemão Borussia Dortmund, com média de 80.552 de público e 100% de ocupação do estádio, e o Manchester United, com público médio de 75.387 e 99% de ocupação.
Fonte: BBC Brasil em Londres

A IMPUNIDADE DO PAÍS VAI ATÉ A SUÍÇA!

Mesmo diante de todas as provas do mundo CAS rejeita caso VR na suíça. Para esse antes CIDADÃO que torcedor fica claro que futebol no “brazil” se confirma assunto de vagabundos, de pessoas que gostam de ser enganadas. Há muitos anos atrás, diante da eleição de uma pessoa desqualificada para a presidência deste país tive a mesma sensação em relação a política. Portanto a partir de hoje deixo de seguir o “político” e mercenário futebol da globo de uma nação podre e corrompida midiaticamente pois é formada por pessoas de mentes fracas e desonestas Não vale a pena perder 90 minutos de nossas vidas assistindo um evento que deveria ser diversão e se tornou negociata para iludir milhões de pessoas. O nome disso é ENGANAR, pois tirar proveito da fé alheia é crime! Mas como podemos constatar todos os dias, as leis nesse país foram criadas para atender o benefício de quem paga mais.
CP – Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940
Art. 175 – ENGANAR, no exercício de atividade comercial, o adquirente ou consumidor:
I – vendendo, como verdadeira ou perfeita, mercadoria falsificada ou deteriorada;
II – entregando uma mercadoria por outra:
Pena – detenção, de seis meses a dois anos, ou multa.
§ 1º – Alterar em obra que lhe é encomendada a qualidade ou o peso de metal ou substituir, no mesmo caso, pedra verdadeira por falsa ou por outra de menor valor; vender pedra falsa por verdadeira; vender, como precioso, metal de ou outra qualidade:
Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.

INTER VENCE, TODOS DE NOVO!

O torcedor é passional e escuta muito “rádio” estragado, com “gente” estragada. Zago erra na escalação, que, funciona sob a batuta de D”Alessandro. O time desmorona quando o maestro cansa e some do jogo, aí Zago erra novamente. Ao tirar Valdívia e não o Maestro ele não oxigena o meio campo. Ao colocar Andrigo ele volta dar força de marcação e retenção de bola, equilibra o jogo, mas só concerta o segundo erro. Um jogo fácil que se renovada a criação no meio campo poderia ter chegado a uma goleada fácil é dificultada por erro de escolhas. O São José não teve bola para ser decisivo, errou nas finalizações, e quando teve a chance do empate, surgiu o paredão chamado Danilo Fernandez que está ali para isso, trabalha para isso, e não para ter seu trabalho desvalorizado ao ser traduzido em “milagre”. Se fosse assim os goleiros adversários teriam parte com o descomungado ao não ser agraciado pela mesma atenção por parte de um Deus todo poderoso?

Siga PURO SANGUE VERMELHO
Blog
Twitter
Face
Insta
YouTube

 

58º TÍTULO FIFA A VISTA!

Por: Leandro Behs
Criada na temporada de 2014, a fim de dar solenidade para o início da temporada estadual, a Recopa Gaúcha terá nesta quarta-feira, no Colosso da Lagoa, em Erechim, a sua quarta edição. Assim como nas três anteriores, o Inter estará presente. Desta vez, a taça será disputada contra o Ypiranga. A Recopa reúne o campeão do Gauchão contra o vencedor da Supercopa Gaúcha. Como no ano passado o Inter ficou com os dois títulos, o Ypiranga, vice da Supercopa, será o desafiante de 2017.

TEM DATA, 23 DE ABRIL!

Julgamento sobre caso Vitor Ramos foi marcado para 23 de abril e é tido como boa notícia pelo jurídico do Inter que tenta antecipar o julgamento atuando em parceria com dois advogados suíços, contratados pelo clube.
A outra informação, ou outro “recado” enviado para CBF, após desmitificação dos mundiais anteriores a 2000 e intimação dos procuradores do STJD, o TAS não aceitou o pedido de bifurcação da CBF alegando que o órgão Suíço não tem competência para julgar o caso!
O que tem tomado no café da manhã o pessoal do jurídico da CBD? Essa que tem um histórico de relação recente bem perturbado com a entidade maior do futebol mundial, basta digitar no google: FIFA processa CBF…
O torcedor Colorado, que sem notícia nenhuma por parte da mídia esportiva nacional, principalmente os canais abertos, vive uma angustia querendo  saber se será julgado antes ou não do início das competições  nacionais, bagunçadas e quase sem valor esportivo se não pelas vagas na libertadores que agora são “milhares”, diga-se de passagem, saiba que o TAS já se pronunciou que dará um parecer antes do inicio da série B que começa em 12 de maio.
O Boato
É forte em redes sociais que a CBF se antecipará, prevendo ser punida e tentando evitar o pior, opinião desse blog, e marcará o brasileiro com 22 times, com o Inter e “subindo” o Vitória, nessa ordem! O que nos desperta uma curiosidade, porque a CBF está temendo tanto a federação Baiana de futebol? Essa que já ameaçou no final de 2016 “travar” o campeonato em alto e bom tom, em caso de descenso do time do Vitória, o infrator. Trata-se de boato, mas os sintomas apresentados tanto na Suíça como por parte da CBF estremecem a torre de babel no Rio de janeiro. Parece que a entidade não tem mais toda aquela convicção de estar totalmente certa. Os sinais ficam cada vez mais claros:
Primeiro a CBF tentou intimidar o clube hexa campeão gaúcho entrando com processo de falsidade de documentos, agora tenta desacreditar o TRIBUNAL SUPERIOR DE ESPORTES e por fim “o boato”, e onde há fumaça, tem uma batata assando.
É claro que o sabemos que a CBF não entregaria os pontos assim tão “facilmente” se é que da pra chamar esse calvário que o Colorado vem sofrendo desde 2009, pós dossiê gamba. Caso Inter derrube  esse desmando no futebol brasileiro, começamos a caminhar em direção do velho e bom futebol disputado em campo há muito não visto. Parafraseando Neil Armstrong –  Esse será um pequeno passe do jurídico esportivo Colorado mas um gol gigantesco para moralidade do futebol brasileiro.

Siga Blog PURO SANGUE VERMELHO