QUEM DECIDE?

DIREÇÃO NOVA, VELHOS ERROS!
Guto Ferreira foi demito na tarde após o jogo contra o Vila, um time que tomou uma postura incompreensível. Após achar seu empate no velho gol “bruxo”, que tem assombrado o inter a anos, não foi pra frente tentar sua aproximação do grupo de acesso. Após o gol, o Vila se portou como se um empate desse o “ponto do título”, mas que título?! Adiar o eminente acesso Colorado, demitir o técnico do Inter? O Vila, no segundo tempo, catimbou como time de várzea, batia a carteira e gritava “ladrão”. Uma postura de quem voltou do intervalo com outro objetivo, jogar água no shop do Inter.
O Inter, grupo, por sua vez não entendeu, mais uma vez o jogo. Essa página tem dito ao longo do ano que: No Beira Rio entra pra frente, os times, todos, vão trincando ferro jogar dentro do Gigante. Times covardes com o intuito de não perder e tirar pontos do Inter. Contra times assim se coloca uma formação que mexa com a marcação adversária, 2 meias, atacantes com domínio de bola. Não se engessa o ataque com um Damião que vira referencia, se bota a bola no chão e entra tocando a bola. Guto Ferreira não viu isso, se viu sofreu uma pressão da diretoria ontem escancarada com sua demissão. Pressão essa reflexo de uma mídia e de vândalos que se dizem torcedores, comprovado já, mas omitido por essa mesma mídia, infiltrações de torcedores de clubecos locais. Mas não importa, o grupo não teve postura nas últimas rodadas, mas demitir o técnico, tres dias de um jogo chave, onde empate, aí sim, é “título” para o Inter, é no mínimo inconsequente. O Inter perdeu de se classificar ontem, no intervalo do jogo. Essa página entrou em contato com a Rádio Colorada, comentário do intervalo, e pediu uma alteração no time que se explicava. O Vila encaixou seu jogo e o time perdeu o campo de jogo e podia ter levado o empate ainda no primeiro tempo. Danilo inseguro no gol, alisando a grama viu a bola passar 3 vezes a frente do seu gol. A mudança deveria ter acontecido no vestiário, mudar a marcação, e tentar evitar o empate já batendo a porta. Postar a marcação na intermediária e sair no contra ataque para matar a partida. Não aconteceu, Guto Ferreira mais uma vez, só se mexeu após levar o gol, fez mais do mesmo, não teve a leitura correta do jogo mas não foi demitido por isso. Foi demitido pela incompetência de uma diretoria fraca e midiática. Se o Inter tivesse uma diretoria forte e séria o Inter não estaria na série B por direito. Seria Inter na A ou bola parada em 2017.
Todos nós já vimos esse filme antes e terminou em 5 a 0. Agora só basta esperar que não se repita e consigamos, numa formação retrancada, agora nós cortando ferro, não perder em Barueri. No mais esperar qual será o novo erro para 2018 a ser contratado por Medeiros, o nome forte na mídia, que parece mandar nessa direção do clube, é o gremista Roger que afundou o próprio gremio e Atlético de Minas. Que os deuses da bola nos ajude.
#VemSerUmPuroSangue
Siga⇓
YouTubeBlogFaceTwitter Instagram!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s