A quarta de futebol tão esperada pelo amante do bom  e velho esporte, hoje necessitando de mais moral e honestidade, começou amarga. Não pensem que as noticias de um duvidoso STJD na sua empreitada de vingar a mãe CBF ataca o Sport Club Internacional, não, ataca todos que sempre amaram o esporte bretão desdo seus primórdios. Não é de hoje que assistimos clubes serem destroçados por árbitros amadores( porque no país do futebol o apito é amador?), em nome da “interpretação” da regra pelos mesmos. Mas o que aconteceu nessa quarta, e vem acontecendo desde 2009 pós o dossiê de Fernando carvalho, este tratado com chacotas pela mídia esportiva nacional quando deveria ser investigado a fundo, extrapola o absurdo tão normal para o brasileiro como já citado pelo brilhante José Padilha, diretor de Tropa de elite entre outros grandes filmes. A mídia se mobilizar numa quarta feira de futebol para incutir na cabeça do torcedor e jogadores do clube do povo, maior vencedor FIFA da história do “país do futebol”, que será denunciado e poderá ser excluído da competição atual pelo mesmo STJD que se recusou a julgar(um direito constitucional) o caso que gerou os tais emails, é o cúmulo da canalhice. Mais, desrespeito ao torcedor que financia e sustenta o esporte! Mesmo assim, D’alessandro e companheiros mostraram na BOLA, desmoralizando o campeão da competição mais “apitada” da CBF, o Palmeiras. Sim, desmoralizaram, pois a mídia canta em bom e alto tom que o Inter que caiu no tapetão e em 14 pontos abduzidos pelo apito no campo, “é time de série B”, sendo que esse ano a competição tem a alcunha de “série STJB”, como tratado por esse blog/página. O “maior” campeão do país perder para um time de série B é desmoralização total, não foi assim conotado pela mesma mídia quando o Inter perdeu para o Paysandu?
Dito tudo isso, temos duas saídas: Boicotar o esporte nacional ou esperar por uma lava-jato no futebol. No mais, caso Inter seja realmente penalizado, levar essa “conversa” aonde já deveria ter ido pós “CAS cata” de 48 horas, para o STF. Em 2005 o torcedor foi para justiça comum, pois o absurdo ainda era “novo”, agora com causas mais sérias, o torcedor já se acostumou com esse mesmo absurdo e ninguém se manisfestou, ainda!
O fato, Senhoras e Senhores que amam o futebol, a quarta do dia 31 de maio nos comprova que não é mais futebol o que se pratica no Brasil e sim um grande comercio de todo e qualquer tipo de produto esportivo, principalmente o humano!
Siga⇓
Blog, Face, Twitter, Instagram

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s